Agora e a seguir...


As rotinas são muito importantes para o desenvolvimento das crianças. Entre outras coisas boas, transmitem segurança e conforto. São tranquilizadoras e estruturantes. Ajudam as crianças a perceber o mundo, a sentir previsibilidade e controlo e a confiarem nos seus cuidadores e no mundo. E a confiança é a base necessária à brincadeira, à exploração e à aprendizagem. As rotinas estáveis podem também ajudar a prevenir birras e ansiedades: permitem às crianças antecipar o que vai acontecer a seguir. As rotinas previsíveis facilitam ainda o desenvolvimento da autonomia, auto-controlo e responsabilidade das crianças.

Cada família tem as suas rotinas e rituais, o importante é que sejam estáveis, consistentes e adequadas ao desenvolvimento das crianças. As rotinas são especialmente importantes em momentos de transição e em alturas do dia em que precisa da colaboração da criança, como por exemplo, deixar e ir buscar a criança à creche, hora de dormir, refeições, higiene...etc. Já os rituais são formas específicas de conduzir cada rotina, são simbólicos, e imprimem a identidade emocional e familiar à rotina.

Sugestões:

  • Estabeleça rotinas consistentes no dia-a-dia da criança, desde o acordar ao deitar.

  • Crie rotinas de leitura (ex. ao deitar), é um habito que se pode desenvolver desde cedo e que contribui para as competências linguísticas da criança (bem como para outras áreas de desenvolvimento).

  • As rotinas de interação social como cumprimentar, despedir, e conversar, também ensinam competências sociais e linguísticas às crianças.

  • Para algumas crianças as transições entre momentos da rotina são mais difíceis, para facilitar pode fazer pré-avisos (ex. “daqui a 5 minutos/quando o relógio tocar vamos jantar”) ou usar músicas ou jogos que sinalizem essas mudanças (ex. música do arrumar, do jantar, do deitar, etc.).

  • As rotinas podem ser sempre oportunidades de aprendizagem e desenvolvimento, são momentos em que se pode conversar, praticar e desenvolver a linguagem, os sentidos, a motricidade, a capacidade de resolução de problemas etc. (ex. só num banho pode transferir água entre copos, ver o cheio e o vazio, o leve e o pesado, o boiar e o afundar, sentir a água e a espuma, falar do quente e do frio, das partes do corpo, etc.).

  • Desenhe ou coloque imagens das rotinas num local visível (de preferência com a ajuda da criança).

  • Se as rotinas tiverem de ser alteradas comunique-o à criança para que esta sinta previsibilidade.

  • Durante as rotinas use rituais que guarda com carinho da sua própria infância (ex. cantar a música que os seus pais cantavam quando era criança), ou crie os seus próprios rituais com os seus filhos.

  • Lembre-se que as rotinas envolvem dois aspetos essenciais da aprendizagem - as relações e a repetição. Aprovei-te estes momentos com o seu filho, tornando-os momentos prazerosos, de proximidade, de afeto e de aprendizagem.

  • Algumas crianças necessitam de rotinas mais estruturadas que outras. Cada criança tem as suas próprias características, sendo importante ajustar sempre as estratégias que usa às mesmas.

Nota: Caso tenha alguma preocupação deve consultar um especialista para avaliar a situação e recomendar a melhor forma de intervenção.

#desenvolvimento #parentalidadepositiva #rotina #infância

0 visualização

Contacte-nos:

caminhosdainfancia@gmail.com

Tel.: 21 136 85 14

Caminhos da Infância

Rua margarida de abreu, n.º4

1900 - 314 Lisboa

© 2013
 Proudly made by Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now