Na alimentação - paciência e diversificação!

 

Este mês celebrou-se o Dia Mundial da Alimentação. A alimentação é um tema que envolve muitas questões. Em particular, na infância, os pais questionam-se sobre que alimentos introduzir, quando, como, como lidar com problemas de alimentação, quando e como promover uma alimentação autónoma, que tipo de hábitos de alimentares criar, etc.

De facto, a alimentação pode ser um desafio no desenvolvimento infantil. Inicialmente, esta necessidade básica da criança é satisfeita pelos seus cuidadores, e, com o tempo, a criança aprende a regular-se e a satisfazer esta necessidade de forma mais autónoma. Para algumas crianças e famílias este processo é fácil e prazeroso, para outras é um processo difícil e nada satisfatório, que parece uma batalha constante.

As dificuldades alimentares são comuns e normalmente transitórias, associadas a fases de mudança e a períodos críticos do desenvolvimento. No entanto, também existem perturbações alimentares, que devem ser sujeitas a avaliação e intervenção por especialistas. Assim, é importante estar atento e intervir o mais cedo possível para prevenir e/ou impedir o agravamento destas dificuldades.

Os bons hábitos alimentares começam desde cedo. As evidências científicas em relação ao processo de diversificação alimentar são limitadas, contudo, alguns estudos sugerem que o sucesso da diversificação alimentar passa, entre outros fatores, pela diversificação alimentar da mãe no período da gravidez e da amamentação e pela variedade precoce dos alimentos oferecidos à criança. Sabe-se também que por volta dos 9 meses as preferências de sabores de uma criança já estão bastante definidas. De acordo com a Ata Pediátrica Portuguesa, relativa à alimentação e nutrição do lactente, “a janela para a habituação aos sabores é estreita, começando a fechar-se pelos 2 anos e encerrando aos 3 anos, ou seja, uma criança com um portfolio alimentar reduzido pelos 3 anos, vai manter essa monotonia alimentar até à adolescência, consumindo geralmente uma dieta rica em calorias, mas pobre em nutrientes.” Assim, é importante introduzir uma variedade de sabores, texturas e cores na alimentação desde que se iniciam os alimentos sólidos.

Em suma, a alimentação pode ser um processo mais ou menos difícil, que leva tempo e exige prática, sobretudo nos primeiros anos de vida, em que o bebé passa da sucção de apenas um alimento, para a mastigação de uma variedade imensa de alimentos, passa de ser alimentado por outros a comer de forma autónoma, passa de comer sozinho no colo a comer de forma coletiva e social à mesa com família e pares, etc. É um processo no qual a paciência e o afeto são essenciais.

 

Sugestões:

  • Não desista à primeira, pode levar 10 a 15 vezes ao longo de vários meses para uma criança se habituar a um novo sabor. Em média são necessárias 11 tentativas para ter sucesso, sendo assim importante a persistência na oferta alimentar.

  • Basta dar uma ou duas colheres do novo sabor para iniciar a habituação e, gradualmente, ir aumentando a quantidade.

  • É importante ler os sinais da criança - perceber quando ainda tem fome, ou quando já está cheia, respeitar a quantidade e ritmo da criança. Aproveite para introduzir desde cedo estas noções e conceitos na hora da refeição (ex. “tens fome”, “já sentes a barriga cheia”, “já não tens fome”).

  • É importante aprendermos a lidar com a nossa própria ansiedade em relação à alimentação, procurando não a transmitir à criança.

  • Oferecer e expor uma grande variedade de alimentos à criança e permitir o contacto com os mesmos.

  • Antes de aprenderem a usar os talheres, esteja preparado para a fase em que as crianças tocam na comida, comem com as mãos e se sujam.

  • Se necessário, servir alimentos de forma criativa e apelativa.

  • Lembre-se que a criança não tem a mesma capacidade do adulto para se manter sentada à mesa durante muito tempo, é natural que comece a ficar mais irrequieta ao fim de algum tempo.

  • Estabeleça poucas regras básicas, mas consistentes para a hora da refeição.

  • Ao longo do tempo, vá introduzindo conceitos da roda dos alimentos e ajudando os seus filhos a compreender a importância de uma alimentação equilibrada e saudável.

  • Dê à criança algum sentido de controlo envolvendo-a no planeamento de algumas refeições ou do momento da refeição (ex. aquecer a sopa, pôr a mesa, tirar os alimentos do frigorifico ou da dispensa, etc.).

 

 

Nota: Caso tenha alguma preocupação deve consultar um especialista para avaliar a situação e recomendar a melhor forma de intervenção.

 

 

Traduzido e adaptado por Joana Nunes Patrício de: American Academy of Pediatrics (2017); Baptista (2016); Reichlin, G., & Winkler, C. (2010); Sociedade Portuguesa de Pediatria (2012)

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

ser parte da história

SER PARTE DA HISTÓRIA é um serviço da associação Caminhos da Infância que tem como objetivo apoiar os pais e outros cuidadores, disponibilizando informação, aconselhamento e formação sobre parentalidade. 

Não se pretendem dar receitas (até porque não existem) mas sim informação e apoio para ajudar todos os cuidadores a ser parte de uma história que não se repete - a da infância. 

quem somos
associação
contactos
posts recentes
Please reload

arquivo
Please reload

quem somos

inês poeiras

  • Grey LinkedIn Icon

Presidente da Caminhos da Infância

francisca carneiro

  • Grey LinkedIn Icon

Diretora do Centro Infantil Maria de Monserratre

joana nunes patrício

  • Grey LinkedIn Icon

Coordenadora Ser Parte da História

Mais do que uma associação, somos um grupo a trabalhar para que a infância seja uma experiência feliz para todas as crianças.

Trabalhamos em parceria e juntamos a investigação à experiência, que é como quem diz,

andamos da teoria à prática e da prática à teoria.

Descobrimos que não se mudam comportamentos só com extensos artigos académicos ou grandes ações de formação.

Mudamos comportamentos quando estamos envolvidos. Quando somos parte da história. E isto fazemos bem.

Contactos

tlf. 21 136 85 14

caminhosdainfancia@gmail.com

Rua Margarida de Abreu, nº4, 1900-362, Lisboa

  • Facebook - White Circle
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now