Promover valores nas crianças


"Há pequenos olhos em si, que o observam noite e dia. Há pequenos ouvidos que rapidamente acolhem todas as palavras que diz. Há pequenas mãos ansiosas para fazer tudo o que o vê fazer. E uma criança pequena que sonha com o dia em que será igual a si." -- autor desconhecido

Quantas vezes se questiona sobre os valores que gostaria de incutir aos seus filhos e se estará a conseguir transmiti-los? É natural que os pais se questionem em relação a isto, e, de facto, a família tem uma grande influência nos valores que as crianças vão desenvolvendo ao longo da vida. É preciso tempo e consistência para que os valores que demonstra sejam assimilados. No entanto, existem outros factores que explicam os valores adquiridos pelas crianças. Há medida que as crianças crescem, e de acordo com as experiências e contextos em que vivem, as crianças irão desenvolver os seus próprios valores pessoais.

O que são os valores e porque precisamos deles?

São crenças e padrões do que é certo e errado, que dão direção e significado à vida e que inspiram comportamentos construtivos.

Que valores considera mais importantes?

Cada família tem os seus próprios valores. Os valores que se seguem são um ponto de partida para criar sua própria lista de valores: compaixão, generosidade, amabilidade, sabedoria, perdão, cortesia, pontualidade, veracidade, respeito próprio, obediência, paciência, responsabilidade, confiança, cooperação, honestidade, justiça, bondade, tolerância, humildade, autodisciplina, lealdade, coragem, autocuidado, desportivismo, gratidão, criatividade, alegria, motivação, perseverança, fidelidade, conhecimento, respeito ...

Como pode incutir valores nos seus filhos?

• Leia e discuta histórias que ilustrem os seus valores.

• Monitorize a exposição dos seus filhos a conteúdos dos meios de comunicação que possam prejudicar o desenvolvimento dos padrões morais que lhes quer incutir.

• Partilhe a sua aprovação quando são exibidos comportamentos louváveis nos meios de comunicação ou na vida real, e o seu descontentamento quando acontece o contrário.

• Comente os comportamentos que admira nos seus filhos (ex. "Francisco, mostraste como és responsável quando deste de comer ao cão sem ninguém te lembrar", "Quando ajudaste a avó a apanhar as folhas do jardim, foste muito amável.”).

• Nomeie as suas próprias ações louváveis (ex. "Fui honesto quando avisei o senhor que me deu troco a mais”, “Reciclo porque devemos proteger o meio ambiente").

• Dê o exemplo, fazendo aquilo que ensina - é provável que os seus filhos adotem os valores que demonstrar diariamente.

• Demonstre afeto, suporte, encorajamento e consistência em relação aos seus filhos.

• Defina padrões razoáveis para o comportamento dos seus filhos.

• Ouça respeitosamente as ideias e sentimentos dos seus filhos.

• Responda às perguntas dos seus filhos.

• Ofereça escolhas aos seus filhos.

• Reserve tempo para se divertir com os seus filhos. Por exemplo, jogue jogos, leia, brinque ao faz de conta, veja fotos de família, partilhe sonhos, participe em eventos, desportos ou passatempos, seja voluntário em causas sociais.

• Combinem as regras da família e vivam de acordo com elas (ex., a televisão está desligada às refeições; somos amáveis ​​uns com os outros; não usamos palavrões)

• Dividam tarefas domésticas e trabalhem em conjunto em projetos familiares.

• Reflita sobre os valores que está a passar aos seus filhos: "Aos olhos dos meus filhos, o que é que a nossa família valoriza mais?".

*Traduzido e adaptado por Joana Nunes Patrício de Kelly Bear

#Modelar #desenvolvimento #parentalidadepositiva #infância #socialização

Contacte-nos:

caminhosdainfancia@gmail.com

Tel.: 21 136 85 14

Caminhos da Infância

Rua margarida de abreu, n.º4

1900 - 314 Lisboa

© 2013
 Proudly made by Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now